fbpx

Pós-operatório da castração: dicas para cuidar do seu pet

Giardíase canina: tudo sobre a doença
Giardíase canina: tudo sobre a doença
30 novembro, 2020
O que são as zoonoses?
O que são as zoonoses?
15 dezembro, 2020
Pós-operatório da castração: dicas para cuidar do seu pet

A castração é considerada um cirurgia simples pelos médicos veterinários, mas muitos tutores ainda ficam receosos de expor o pet ao procedimento, muitas vezes por falta de conhecimento ou até preconceito.

Aqui no blog do Pet Doctor, já explicamos os benefícios da castração para a saúde de cães e gatos, e alguns mitos e verdades sobre a cirurgia. Mas para que você fique completamente seguro, também separamos algumas dicas de como cuidar do seu pet no pós-operatório da castração.

Confira:

Primeiro de tudo, é preciso entender como funciona a castração. A cirurgia dura em torno de 30 minutos, mas em fêmeas, tende a ser um pouco mais complexa, já que são retirados os órgão internos, útero e ovário. Por isso, o corte e quantidade pontos na barriga é maior, e o pós-operatório pode ser mais delicado.

Já nos machos é mais simples. Como os testículos são órgãos externos, basta um pequeno corte e poucos pontos para que tudo seja resolvido. Eles também costumam se recuperar mais rápido, já que sofrem menos na operação.

A castração pode ser feita em cães e gatos a partir de 6 meses, bem como em pets adultos. O pós-operatório varia de acordo com a idade, sexo e condições de saúde do animal. É fundamental consultar um veterinário para saber se existe alguma restrição para o seu bichinho.

Cuidados fundamentais no pós-operatório da castração 

Alimentação: é importante saber que seu pet será sedado durante o procedimento. Por isso, pode ser que ele fique um pouco abatido durante as horas seguintes da cirurgia. Nesses casos, tudo o que ele precisa é de um lugar tranquilo para poder descansar, como uma caminha ou casinha confortável. É normal que cães e gatos evitem tomar água ou até mesmo comer nas primeiras horas, mas não se preocupe, é apenas o efeito remanescente da anestesia. Não tente forçar o animal a comer e deixe-o se recuperando tranquilamente.

Colar elizabetano: o cone, ou colar elizabetano, pode ser recomendado em alguns casos pelo veterinário. Esse acessório, colocado em volta da cabeça do animal, evita que ele lamba os pontos, o que pode causar infecções ou até a abertura do corte. Por isso, é fundamental manter o pet com o colar pelo tempo recomendado, mesmo que ele se mostre incomodado.

Roupa cirúrgica: em fêmeas, o mais comum no pós-operatório da castração é o uso de uma roupa cirúrgica, que cobre completamente os pontos na barriga. Ela também dificulta um pouco a movimentação do animal, fazendo com que ele fique mais quietinho, agilizando a cicatrização e evitando que os pontos sofram algum tipo de trauma.

Importante: nos primeiros dias, evite brincadeiras com o seu pet e prefira deixá-lo mais tranquilo e confortável. Além de causar dor, movimentos bruscos podem fazem com que os pontos rompam ou infeccionem. 

Medicamentos: um dos principais cuidados após a castração é a limpeza e a troca do curativo do animal. Em alguns casos, pode ser recomendado o uso de pomadas anestésicas ou cicatrizantes, e é importantíssimo que o tutor siga a risca tudo o que for recomendado pelo veterinário. Jamais ministre medicamentos sem consultar um especialista antes. Alguns remédios de uso humano podem ser extremamente tóxicos para os pets, podendo causar diversas complicações, dificultando a recuperação da cirurgia. 

Cuidado com os pontos: se acontecer algum acidente e seu pet arrancar os pontos ou você perceber que eles estão infeccionados, com uma coloração estranha, procure imediatamente um veterinário. 

Depois de alguns dias, seu pet estará completamente recuperado e pronto para voltar às atividades normais! Também é importante marcar um retorno ao veterinário, para confirmar que tudo ocorreu bem na cirurgia e no pós-operatório. 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *