fbpx

Pets idosos: aprenda a identificar os sinais das principais doenças

como acostumar gato e bebê
Como acostumar gato e bebê? Confira essas dicas!
3 julho, 2020
cães também podem doar sangue
Cães também podem doar sangue: entenda como funciona
3 agosto, 2020
Pets idosos: aprenda a identificar os sinais das principais doenças

Com a idade, cães e gatos tendem a desenvolver algumas doenças típicas da velhice. Artrite, diabetes e demência são alguns problemas que podem acometer pets idosos, a partir dos sete anos de vida.

Se seu cão ou gato está nessa faixa, confira as principais doenças da velhice e aprenda a reconhecer os sinais de cada uma.

Artrite

A artrite é uma inflamação nas cartilagens que pode acometer tanto gatos quanto cães de mais idade. Com as temperaturas mais baixas, pets idosos com essa doença podem sofrer ainda mais. Se for identificada no início, o tratamento contra as dores pode ser bem efetivo. 

Veja alguns sintomas:

  • Pet muito parado, sem ânimo para se movimentar
  • Choros, miados e resmungos excessivos
  • Ganho de peso
  • Lambidas excessivas em alguma parte do corpo, como as patas
  • Mudança na postura

Diabetes

A Diabetes Mellitus é a insuficiência na produção da insulina, causando um aumento da quantidade de açúcar no sangue, que chamamos de hiperglicemia. Quando isso acontece, as células não conseguem absorver a glicose, desencadeando diversos problemas como obesidade, degeneração do pâncreas, aumento do nível de gordura no sangue e hiperfunção da glândula adrenal, responsável pela metabolização da gordura.

Principais sintomas:

  • Obesidade ou perda de peso repentina
  • Beber muita água
  • Fazer muito xixi
  • Comer muito e continuar sentindo fome

Demência

A demência é uma das doenças da velhice mais difíceis de identificar em cães e gatos idosos. Por isso, é fundamental ficar atento a qualquer mudança de comportamento repentino.

Alguns sinais podem indicar demência. Confira:

  • Desorientação
  • Comportamento compulsivo
  • Ações repetitivas
  • Fazer as necessidades em locais muito diferentes do que o habitual
  • Latidos ou miados excessivos e sem motivo
  • Alteração de higiene em gatos
  • Reações diferentes para ações que o pet já estava acostumado

Câncer

Apesar do câncer ser uma doença que pode atingir cães e gatos de qualquer idade, os pets idosos têm mais chances de desenvolver alguns tipos de câncer. No caso de animais não castrados, os mais comuns são o câncer de testículos, em machos, e de mama e útero em fêmeas. 

Os sintomas de câncer podem ser diferentes em cada animal e em cada caso. Confira os mais comuns:

  • Partes do corpo inchadas
  • Feridas que não cicatrizam
  • Sangramento por algum orifício (nariz, ouvido ou nas fezes e urina)
  • Fraqueza
  • Perda de apetite
  • Dor em partes específicas quando acariciado ou levantado

Doença periodontal 

Essa doença causada pelo acúmulo de placas dentárias acomete principalmente cães idosos, por isso cuidar da saúde bucal do seu pet é fundamental durante todas as fases da vida. 

A doença periodontal é uma inflamação que atinge gengivas e dentes, podendo causar a perda óssea, problemas no maxilar e, consequentemente, dificuldades de alimentação. Quando alcança estágios mais avançados, as doenças bucais podem inclusive trazer problemas cardíacos. 

Confira os sintomas:

  • Perda de dentes
  • Perda de peso
  • Dificuldade para comer
  • Salivação e baba em excesso 

Obesidade

A obesidade pode acometer gatos e cachorros, e é principalmente causada pelo sedentarismo, alimentação em excesso ou de maneira errada. Cães e gatos obesos podem desenvolver diversas outras doenças, como diabetes, problemas cardíacos e até problemas ósseos causados pelo peso em excesso, como o abaulamento da coluna.

Se perceber que seu pet está mais gordinho do que o normal, com dificuldades para andar ou qualquer outra mudança, o ideal é consultar um veterinário para começar o processo de emagrecimento de maneira saudável. 

Catarata 

Um dos principais motivos de perda de visão em pets idosos é a formação de cataratas. Aos poucos, uma camada azul vai cobrindo os olhos do pet, podendo deixá-los totalmente cegos nos casos mais evoluídos.

Como identificar: 

  • Olhos esbranquiçados ou azulados
  • Dificuldade de se locomover
  • Passadas lentas ou muito altas (principalmente em gatos)
  • Tropeços constantes
  • Dificuldade de reconhecer pessoas familiares de longe 

Ter um pet idoso em casa exige cuidado e atenção redobrados. Se você notar qualquer mudança no comportamento do seu cão ou gato, consulte um de nossos veterinários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *