fbpx

Otite Canina: Conheça a doença e os cuidados para evitar a inflamação

O que levar em consideração antes de comprar cachorros de raças?
O que levar em consideração antes de comprar cachorros de raças?
21 maio, 2021
Jornal nunca mais: conheça tudo sobre o tapete higiênico!
Jornal nunca mais: conheça tudo sobre o tapete higiênico!
23 julho, 2021
Otite Canina: Conheça a doença e os cuidados para evitar a inflamação

Assim como nós, os pets também são submetidos a diversas doenças ao longo da vida. Por incrível que pareça, a otite canina também aparece para os cãezinhos, gerando infecções de ouvido, dores e muito incômodo nesta região.

Por ser uma doença que pode prejudicar a audição do cão de maneira permanente, continue lendo para saber tudo sobre essa doença e todos os cuidados para evitar a inflamação!

O que é a otite canina

Entre cães e cadelas, castrados ou não, sejam eles pedigrees ou SRD, a otite canina não possui preferidos na hora de aparecer.  Mesmo que seja uma inflamação bastante comum em cães, não é uma condição que deve ser menosprezada pelos tutores.

Considerada uma doença inflamatória, sua causa pode ocorrer através de alergias, tumores, presença de parasitas, como carrapatos, ou de algum corpo estranho no ouvido do cão.

Raças propensas à otite canina

Raças de orelhas pendulares, peludas e/ou caídas, são mais propensas em desenvolver essa inflamação, pois favorecem a umidade do canal auditivo e podem contribuir para o aparecimento de bactérias e fungos. Algumas delas são: 

  • Cocker Spaniel;
  • Basset Hound;
  • Golden Retrivier; 
  • Dachshund.

Sintomas da otite canina

Devemos intensificar que a otite canina pode prejudicar a audição do cão de maneira permanente, por isso, é imprescindível que em suspeita ou primeiros sintomas, o tutor procure um veterinário.

Para combater a otite canina de maneira prévia, fique atento as seguintes situações:
  • Emitir sons parecidos com o de dor ao coçar as orelhas;
  • Apresentar secreção no conduto auditivo;
  • Excesso de cera;
  • Cheiro forte na região das orelhas;
  • Pet balançando a cabeça com frequência;
  • Coçar a região da orelha com as patinhas;
  • Esfregar as orelhas no chão.

Tratamento e prevenção 

Geralmente, o tratamento da otite canina varia e, por isso, deve ser diagnosticado por um especialista após a avaliação de cada pet. Após essa consulta, em alguns casos, o veterinário prescreve alguns produtos tópicos que são aplicados no local da inflamação/ infecção.

Para a prevenção da otite canina e qualquer que seja a doença auditiva que o seu amigo pode desenvolver, siga esses cuidados de higiene:
  • Inspeção: de maneira periódica, esteja atento as orelhas do seu cachorro para evitar o acúmulo de sujeira e umidade;
  • Atenção a feridas e fungos: a região das orelhas deve sempre estar da cor rosa claro. Assim, antes de começar a limpeza, verifique se não há anomalias, sangue ou secreções (no caso desses sintomas, não faça a higienização e procure um médico veterinário);
  • Utilize algodão ou gaze: na hora da limpeza, tenha cuidado para não tocar muito fundo e machucar o conduto auditivo;
  • Cotonetes ou objetos pontiagudos são proibidos, eles podem machucar seu pet e prejudicar a saúde auditiva.

Independentemente de suas causas, como infecções por bactérias, fungos, ácaros ou alergias, a Otite Canina provoca dores e incômodos, podendo se desenvolver para problemas ainda mais sérios. Por isso, em qualquer sinal de infecção, procure o especialista mais próximo.

Confira outros posts do Blog: Saiba mais sobre a gripe canina!

Se possui dúvidas ou suspeita que seu pet esteja com infecções de ouvido, entre em contato com um de nossos veterinários!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *