fbpx

Meu pet foi intoxicado: e agora?

Dicas para controlar o cheiro ruim da caixa de areia
10 abril, 2018
5 dicas para fazer uma festa de aniversário para o seu pet
3 maio, 2018

Por mais cuidadosos que os tutores sejam, os animais são extremamente curiosos e é quase impossível controlar tudo o que eles colocam na boca. Cachorros e gatos podem se intoxicar até mesmo dentro de casa, com as substâncias perigosas que existem em produtos químicos, por exemplo.

Você sabe como identificar e o que fazer no caso de seu pet ingerir algo tóxico? Confira as dicas abaixo:

Sinais de intoxicação

Os sintomas podem aparecer de diferentes formas em cada animal e variar de acordo com o produto ingerido, o tutor deve prestar muita atenção no seu bichinho, pois apenas assim vai conseguir identificar quando algo está errado. Alguns sinais de intoxicação: apatia, depressão, vômitos, diarreias, mudanças de temperatura, aumento da salivação, tremores musculares, pupilas dilatadas, convulsões, aumento da frequência cardíaca e falta de ar.

O que fazer?

Caso você identifique os sintomas de intoxicação no seu cão/gato, o ideal é levá-lo ao veterinário o quanto antes. É importante, também, levar o rótulo da substância ingerida pelo pet, assim será mais fácil para o médico diagnosticar o tipo exato de intoxicação.

Existem várias receitas caseiras para limpar o organismo de um animal que foi intoxicado, mas lembre-se de que apenas um profissional sabe qual a melhor forma de cuidar da saúde do seu pet.

Não tente eliminar a substância tóxica fazendo ele vomitar ou dando a ele leite, por exemplo. A intenção pode ser boa, mas um procedimento feito por um leigo pode agravar o quadro, podendo resultar na morte do bichinho.

No consultório, o veterinário, após identificar o tipo de intoxicação, provavelmente realizará uma lavagem gástrica no animal. É importante lembrar que quanto mais cedo o pet for atendido, maiores são as chances de sobrevivência.

Prevenção

A intoxicação pode ocorrer devido a diversos fatores, como a exposição a inseticidas e pesticidas e a ingestão de produtos de limpeza, raticidas, medicamentos humanos, bebidas alcóolicas, plantas tóxicas e animais infectados, como insetos, ratos e sapos. A ingestão de alimentos estragados e proibidos, por exemplo o chocolate, também pode intoxicar o seu pet.

Seu animal de estimação deve ser mantido em um local seguro, seja dentro ou fora de casa, no quintal. Solto na rua, ele estará sujeito a diversos problemas, não somente à intoxicação como também a atropelamentos, maus tratos, brigas com outros animais etc.

A melhor maneira de prevenir que seu pet se intoxique é tratar ele como se fosse uma criança: se ele ficar dentro de casa, certifique-se de que todas as substâncias prejudiciais estão guardadas em locais aos quais ele não terá acesso e não deixar que ele brinque em áreas de armazenamento desses produtos, como depósitos e lavanderia.

Gostou das dicas? Para o Pet Doctor, a saúde e o bem-estar do seu pet estão em primeiro lugar!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *