fbpx

Como reconhecer sinais de dor em gatos

Como acostumar seu gato a ficar dentro de casa
2 agosto, 2019
Dicas para cortar as unhas do seu gato
2 setembro, 2019

Reconhecer sinais de dor em gatos não é uma tarefa fácil, afinal, esses pets são discretos e, muitas vezes, é difícil entender a mensagem que estão tentando passar. Mas não se preocupe, separamos algumas dicas para você se atentar e não deixar seu amigo com dor!

 

Dificuldade de locomoção

Se a origem da dor for muscular ou óssea, as alterações na locomoção serão o primeiro sinal de que seu pet está com dor. Seu gatinho costumava ser ativo, mas agora fica muito tempo deitado ou na mesma posição? Pode ser um alerta!

 

Evacuar fora da caixinha de areia

O pet estava acostumado a usar a caixinha de areia e, de um dia para o outro, passou a fazer as necessidades no chão ou em algum outro lugar? Fique atento! Pode ser um sinal de dor na evacuação ou dificuldade para acessar o local, devido a dores no movimento. A evacuação fora da caixinha também pode estar associada a outros motivos, como limpeza e marcação de território. Confira nosso post sobre o assunto!

 

Falta de apetite

A falta de apetite em um gatinho pode indicar vários fatores de atenção: dor na mandíbula ou área da boca, desconfortos abdominais ou até dores ósseas, que dificultam o movimento. A perda de apetite é um dos sinais de dor mais perceptíveis para os tutores.

 

Salivação excessiva

A salivação excessiva indica problemas bucais e, em casos mais graves, pode até impedir o animal de se alimentar e beber água. Muitas vezes o pet até tenta comer, mas acaba desistindo. A dificuldade na mastigação é uma das causas da produção excessiva de saliva.

 

Agressividade

Se seu pet costumava ser dócil e agora está mais agressivo, algo pode estar errado. A agressividade causada pela dor geralmente aparece na tentativa de contato entre tutor e pet. Quando o tutor encosta em um local específico, que está doendo, o gato se sente incomodado e, por isso, tenta se defender. Ao perceber esse comportamento, consulte um veterinário! Muitas vezes, as dores são internas e difíceis de identificar. 

 

Miados excessivos e constantes

O miado é a forma de comunicação dos gatos, se o seu bichinho está miando mais do que o normal, pode ser que ele esteja tentando chamar a sua atenção para algo. Normalmente, os miados são consequências de dores passageiras e emocionais, como fome, sede, tentativa de sair ou entrar em algum local etc., contudo, se eles não passarem, é melhor consultar um veterinário.

 

Posições estranhas

Dores mais agudas podem forçar o gato a andar ou deitar em posições estranhas, na tentativa de amenizar o desconforto. Observar mudanças no comportamento, nas posições de descanso e na maneira de andar podem ajudar os tutores a reconhecer sinais de dor em gatos. 


Seu gato não está bebendo água? Confira nosso post com dicas para resolver esse problema!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *