fbpx

5 dicas para cuidar de um gato positivo para FIV e/ou FELV!

Cinomose canina: entenda tudo sobre essa doença que pode ser mortal
Cinomose canina: entenda tudo sobre essa doença que pode ser mortal
28 setembro, 2021
5 dicas para cuidar de um gato positivo para FIV e/ou FELV!

Se você é tutor felino, provavelmente já ouviu falar das doenças FeLV e/ou FIV, que infelizmente, acomete os bichanos. Contagiosas e preocupantes, elas afetam qualquer raça, gênero e idade felina. Por isso, se você possui ou conhece algum pet positivo para alguma dessas doenças, confira 5 dicas que podem te ajudar a cuidar do seu peludo!

Para relembrar

A FIV é uma das doenças mais graves que podem atingir os felinos. Conhecida também como AIDS Felina, por ser causada por um vírus da mesma família do agente causador do HIV em humanos. 

Já a FeLV, também conhecida como leucemia felina, é uma doença causada por um retrovírus que afeta exclusivamente os gatos. Ela apresenta sintomas muito parecidos com a leucemia humana: o vírus destrói os glóbulos brancos sanguíneos, que são a principal defesa do organismo contra as doenças, deixando o sistema imunológico muito fraco e mais suscetível a uma série de infecções, podendo levar o gato à morte. 

Agora, vamos aos cuidados!

 

Fique de olho na alimentação 

Gatos positivos para FIV e FeLV podem ter problemas referentes à sua nutrição. Em muitos casos, eles podem apresentar anorexia e emagrecimento, por isso, se atentar a alimentação deles é tão importante. 

Rações úmidas podem ser valiosas, já que possuem mais água e ajudam no trato urinário do felino. Apesar desses detalhes, é importante que o bichano tenha uma consulta com o veterinário para adotar uma dieta rica, regrada e feita especialmente para ele. 

Observe frequentemente suas emoções 

Todos sabem que gatos são seres tranquilos por natureza. Apesar dos ápices de loucura nas madrugadas, onde reviram a casa toda, existem alguns sentimentos que devem ser evitados na medida do possível, como o estresse. 

Sintomas de estresse físico em felinos:

  • Apatia;
  • Prurido intenso; 
  • Falhas e quedas de pelo;
  • Vômito;
  • Diarreia.

Um gato estressado não só tem o emocional abalado, como também possui alterações fisiológicas, já que a liberação de alguns hormônios neste momento, faz com que haja uma diminuição significativa nas células de defesa do corpo.

Tenha um ambiente adaptado 

Você já ouviu falar sobre enriquecimento ambiental? Se nunca ouviu e seu pet precisa de cuidados para FIV ou FELV, essa técnica certamente te ajudará. 

Com a movimentação gerada pelos objetos criados, aumentam-se as chances do bichano se manter em forma, estimulando seus músculos e ossos, além de criar um apetite normal e saudável. Assim, ele fugirá do tédio, aumentará seu sistema imunológico e você terá em casa um peludo animado e saudável!

Atente-se à higienização do ambiente 

Sabemos que um local sem higienização promove bactérias e fungos. Para um gato que possui o sistema imunológico afetado por FeLV e/ou FIV, a limpeza torna-se fundamental. 

Procure deixar a casa de areia sempre limpa, assim como os comedouros e bebedouros. Assim, as probabilidades do seu peludo se contaminar diminuem e isso garantirá uma vida mais saudável a ele. 

Prepare-se para cuidados redobrados 

Se disséssemos que os cuidados extras não apareceriam, estaríamos mentindo. Ter um pet que possui doenças como FIV e/ou FeLV significa uma rotina mais intensa de idas ao veterinário e análises comportamentais do bichano. Mesmo assim, um felino que possui alguma dessas doenças pode sim ter uma vida saudável, mas claro, dentro dos padrões de normalidade de um gato que testou positivo. 

Tem um gatinho que precisa de cuidados especiais? Agende uma consulta conosco!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *